NOSSA FAN! CURTA E CLIQUE

Fernanda Montenegro sobre boicote à Babilônia por beijo gay: radicalização

Fernanda Montenegro se surpreendeu com a repercussão negativa das sequências de beijo gay protagonizadas por ela e Nathalia Timberg em "Babilônia".
Ela, que interpreta Teresa, trocou beijos com Estela, papel de Nathalia no primeiro capítulo da trama e um segundo dias depois.

Na última quinta-feira (19), a Frente Parlamentar Evangélica divulgou uma nota de repúdio às cenas, acusando a novela de trazer "de forma impositiva, para quase toda a sociedade brasileira, o modismo denominado por eles de 'outra forma de amar', contrariando nossos costumes, usos e tradições".

Em entrevista à coluna Quanto Drama, da revista Veja, Fernanda Montenegro disse estar "enfrentando marés revoltos, como diria Castro Alves. A situação toda está muito radicalizada na política, no comportamento. Tudo está muito extremado, e as coisas estão se radicalizando de uma forma muito desesperada. A reação ao beijo é moral, e a cena é julgada com a verdade divina, absoluta. Todos têm o direito de se posicionar. O problema é a radicalização desse pensar e no que ele pode se transformar. Não pertenço aos exércitos que estão se formando por aí. Não precisamos desses exércitos. É uma caça às bruxas o que estão propondo, de todos os lados".



Questionada pela publicação se acredita que a idade das personagens pode ter impulsionado a rejeição, a atriz foi direta: "Pode ser. Sinceramente, não sei o que deu nesse fenômeno de revisão do comportamento. Até agora não fizemos e não vamos fazer nada que ultrapasse a lisura. Nada. E são duas personagens que ainda não se apresentaram totalmente. Ainda vai ser mostrado a vida dura que elas tiveram, até chegarem a esse encontro de vida comum. O beijo que está dando essa confusão toda é um beijo casto, amoroso, sem desafio erótico ou didática. É uma demonstração de carinho. Por isso, digo que não tenho capacidade de analisar esse momento. Percebo que temos problemas muito mais graves. O país está enfrentando uma crise bastante vívida e sentida, e tem gente disposta a se voltar contra o beijo de duas atrizes de quase cem anos de idade dado dentro de uma relação sacramentada pela vida afora".
Fernanda Montenegro ainda comentou o caso de Peterson Ricardo Teixeira, um rapaz de 14 anos que morreu no começo do mês, no interior de São Paulo, após ser espancado por colegas de escola por ser filho de um casal de homossexuais: "A cena já estava gravada quando, uma semana antes, um menino foi morto pelos amigos da escola por ser adotado por um casal gay. Não vi ninguém escandalizado, não vi ninguém contestar e buscar culpados para a formação daquelas crianças, que mataram um colega de escola. E vão se escandalizar com o beijo casto de duas atrizes experimentadas de quase cem anos de idade?".
Por fim, a atriz não acredita que todo esse movimento contra "Babilônia" possa abalar a audiência: "Sempre vejo a vida pela minha vivência no teatro. E toda novela que começa é como uma peça de teatro. A segunda semana pode ser melhor do que a primeira e a terceira melhor do que a segunda. Estamos na primeira semana, imagine. Uma mudança seria uma decisão da direção da emissora. Eu sou uma intérprete, e estou agindo de acordo com o que os autores me propuseram, fazendo o que está dentro da minha vocação de atriz. Se não tivessem me chamado e eu lesse esse roteiro, eu teria me oferecido. De qualquer forma, mesmo que a novela mudasse, uma coisa é irreversível: o que foi apresentado até aqui já faz parte da história e da cultura e dos movimentos políticos do país".

Fonte: PORTAL NATELINHA!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícia Pentecostal agradece o contato! Curtam nossa Fan Page! A paz...