NOSSA FAN! CURTA E CLIQUE

Padre excomungado planeja criar igreja sem preconceito em SP

Cinco meses após celebrar a primeira missa alternativa em um ginásio poliesportivo de Bauru, no interior de São Paulo, Roberto Francisco Daniel, ou padre Beto como é mais conhecido, anunciou a criação da igreja “Humanidade Livre”. Com o slogan “acreditar em Deus é o que nos une”, a nova denominação, identificada com a teologia da libertação, prega o amor sem preconceito de raça, sexualidade ou estilo de vida. Desde que se afastou da Igreja Católica, em abril de 2013, e foi excomungado pouco tempo depois pelo bispo de Bauru, Dom Caetano Ferrari, padre Beto continua desenvolvendo atividades pastorais - missas, casamentos e atendimentos. O diferencial é que, no caso dos casamentos, por exemplo, ele tem realizado cerimônias entre pessoas divorciadas e do mesmo sexo. O que seria impossível de se imaginar na Igreja Católica.

“A Humanidade Livre não tem doutrina. A única coisa que nós seguimos é Jesus Cristo como exemplo e como paradigma e os dois mandamentos que o Cristo pregou: que é amar a Deus sobre todas coisas e ao próximo como a ti mesmo. É simples assim”, justifica.
O religioso se afastou da igreja após ser repreendido pela diocese local por declarações publicadas na internet. Em redes sociais ele contestou os princípios morais conservadores da igreja e opinou sobre assuntos considerados polêmicos como homossexualidade e infidelidade. Por não se retratar publicamente, como determinou Dom Caetano, ele foi excomungado. A decisão foi ratificada pelo Vaticano em novembro de 2014, não havendo mais recurso.
     

fonte: TERRA. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícia Pentecostal agradece o contato! Curtam nossa Fan Page! A paz...