NOSSA FAN! CURTA E CLIQUE

Atleta que contrariou médicos, superou câncer e voltou a nadar diz: “Sou prova viva do milagre”

Leonardo Coutinho, 21 anos, entende que sua recuperação de um câncer foi resultado de um milagre. O nadador, que sonhava disputar competições internacionais, precisou interromper a carreira por conta de um tumor, descoberto no final de 2013.
A adversidade começou quando Coutinho passou a sentir fortes dores no corpo, e durante os exames, foi diagnosticado com leucemia e obrigado a abandonar o esporte durante o tratamento.
A recuperação, longa, levou mais de um ano, e incluiu um transplante em outubro de 2014. No entanto, com a fragilidade do corpo, contraiu outras doenças, que o obrigaram a ficar outros 100 dias parado, segundo informações da DW.
“Para a minha família foi mais difícil aceitar a doença do que para mim. Quando soube, entendi que era um propósito de Deus para a minha vida”, comentou o atleta, que precisou se mudar de Itanhaém, no litoral paulista, para a capital do estado, durante o tratamento.
Durante o período de incertezas, os médicos deram diagnósticos pessimistas, mas o jovem atleta se manteve confiante de que superaria a doença: “Quando recebi a notícia do transplante, só queria saber do dia em que seria liberado, para poder nadar e surfar. O médico dizia que ia ser difícil, que era para eu não pensar nisso, mas eu queria e só pensava em viver”, frisou.
De alta, Coutinho e família retornaram para o litoral e iniciaram o processo de recondicionamento, e agora, recuperado, ele irá voltar a nadar e terá as instalações do Complexo Educacional de Itanhaém à sua disposição.
“Fico muito tempo em casa porque não posso me expor ao sol, por conta do tratamento. No Complexo, estou me distraindo, sem falar do contato direto com a piscina”, explica. “Sou a prova viva do milagre”, conclui o atleta, que tenta voltar às competições.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícia Pentecostal agradece o contato! Curtam nossa Fan Page! A paz...