NOSSA FAN! CURTA E CLIQUE

Campeãs do mundo, jogadoras da seleção dos EUA dizem que jogam “para a glória de Deus”

A seleção feminina de futebol dos Estados Unidos venceu a Copa do Mundo da categoria no último domingo, 05 de julho, e algumas das principais jogadoras da equipe atribuem o sucesso do time a Jesus Cristo.
A jogadora Lauren Holiday, que marcou um dos gols na final contra o Japão, reconheceu que seu sucesso não é algo que venha por si mesma: “O sucesso é ser a melhor jogadora de futebol que eu puder ser. Mas a coisa maravilhosa, maravilhosa sobre amar Jesus é, não é sobre mim. E os holofotes não são para mim”, disse ela, segundo o Breaking Christian News.
“Então, quando eu estou em campo para o jogo da medalha de ouro ou a Copa do Mundo contra o Japão, eu começo a jogar com liberdade, porque eu não preciso me preocupar sobre como marcar ou se vou marcar ou o que acontece se perdemos, ou se eu fizer um passe errado, porque o sucesso não é determinado nisso quando se está em Cristo”, acrescentou.
Destacando que gosta de vencer, mas que se isso não acontecer, sua identidade não muda em nada, e que segue a Jesus na vitória e na derrota: “Eu sei que não foram me dados estes talentos para ser medíocre. Deus me abençoou abundantemente com a capacidade de jogar futebol em todo o mundo. Toda vez que eu passo pelo campo, eu sei que, através do meu esforço, eu estou glorificando a Ele. Ele me deu o palco do mundo para compartilhar Seu Evangelho, e é isso que eu espero estar fazendo”, concluiu.
Uma colega de Lauren, Tobin Heath, também campeã no último domingo, segue seu exemplo e destaca que sua dedicação ao esporte é uma forma de render graças a Deus: “Tornar-se conhecida ou percebida no meu esporte não é o que me motiva a trabalhar duro, e quero ser o melhor que puder ser. É Jesus. É por isso que eu jogo. Eu jogo para glorificá-Lo”, afirmou.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícia Pentecostal agradece o contato! Curtam nossa Fan Page! A paz...