NOSSA FAN! CURTA E CLIQUE

GOVERNO: Primeiro pastor a ocupar cargo na Secretaria de SP, Lucena fala sobre atuação: "Tem sido uma honra"

Roberto de Lucena está fazendo história como representante da igreja no governo paulista. O deputado federal licenciado e atual secretário de Turismo de São Paulo é o primeiro pastor a comandar uma pasta na secretaria do Estado. Na última reunião do Conselho de Pastores e Obreiros de Mogi das Cruzes (Copomc), neste sábado (27), cristãos de diversas denominações estiveram presentes na na Igreja Assembléia de Deus Plenitude da Fé para ouvir de Lucena como Deus tem norteado sua atuação.
Sobre a transição do cargo de deputado para secretário, Lucena relatou que seu mandato foi renovado na Câmara dos Deputados graças ao apoio e orações da igreja, mas no início do ano, o governador Geraldo Alckmin o convidou para atuar ao seu lado, assumindo a pasta de turismo.
"Depois de ouvir a liderança da igreja, depois de ouvir a minha família e depois de orar, alguns motivos me levaram a aceitar esse convite. Tem sido uma honra muito grande", ressalta Lucena. "Eu entendi que por tudo aquilo que temos clamado nessas décadas, eu não tinha o direito, em nome de vocês, de rejeitar essa oportunidade."
Lucena também compartilhou as novidades sobre seu estado de saúde, depois de ser diagnosticado um câncer em sua garganta. "Eu deveria passar por uma cirurgia. Esse ano foi identificado um tumor na minha garganta, mas nesse último mês fomos fazer uns exames. Graças a Deus e às orações de vocês o tumor desapareceu", comemora.
O deputado ainda falou sobre os propósitos de Deus em situações difíceis. "Quando o governador Alckmin passou por aquela situação tão difícil e terrível da perda de seu filho, eu entendi que era um momento para eu estar não como secretário, porque ele tem mais 25, mas como pastor."
"Temos trabalhado bastante e estamos prontos para, a qualquer momento, retornarmos à Brasília. Os desafios são muito grandes pela frente, o ambiente político e econômico nacional está muito confuso e pesado, mas estamos caminhando. Acredito que o Brasil irá, rapidamente, sair dessa crise. O Brasil é maior do que essa crise, São Paulo é maior do que essa crise, e aqui tem um povo que clama a Deus. Quando os céus estão fechados e clamamos a Ele, Ele abre os céus e manda chuva", disse Lucena, iniciando um gancho para a ministração do Evangelho.

Tudo coopera
O pastor Lucena iniciou a mensagem declarando que "todas as coisas contribuem para o bem dos que amam a Deus" – o que é considerado, por ele, um versículo muito difícil. "Não é difícil pregar esse versículo. É difícil passar para o outro lado do balcão, sair da condição de pregador e ir para a condição de quem tem carne, nervos, sangue, sentimentos, emoções."
"Profetas sinalizaram tantas coisas boas, tantas promessas. O interessante é que ninguém vai profetizar para Jó quando ele está doente, no chão, pobre. É muito fácil profetizar para muitos de vocês que estão em ascensão, dizendo que vocês vão chegar longe", continua.
Lucena disse que valoriza a profecia e as manifestações dos dons espirituais, mas em momentos difíceis da vida, é muito difícil uma pessoa em más condições cruzar com um profeta. "É nesse momento, quando estamos do outro lado do balcão, vivendo um diagnóstico ruim, que se torna difícil olhar para esse versículo e aplicar em nossa vida."
O pastor reconhece que é difícil entender que tudo o que acontece, de alguma forma, vai produzir algo bom para Deus. "Eu gostaria de ser profeta ao ponto de mostrar para vocês como suas histórias vão terminar. Eu não sei, mas eu tenho uma ideia. Porque todas as coisas contribuem para o bem daqueles que amam a Deus", finaliza.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícia Pentecostal agradece o contato! Curtam nossa Fan Page! A paz...