NOSSA FAN! CURTA E CLIQUE

"Adorador é adorador e quem é artista, vai ser sempre artista", afirma Wesley Ros

Wesley Ros conhece diversas facetas do mundo da música — pastor, produtor e cantor, suas funções coexistem. Mas, em sua opinião, o que não pode coexistir são as funções do adorador e do artista, de acordo com entrevista feita pelo Guiame durante o 4º Salão Internacional Gospel.
"O adorador tem consciência do que ele canta. Ele usa a arte sim, seja qual for ela, mas ele sabe a finalidade dele como servo e qual a missão dele como seguidor de Cristo. Quando ele entende que sua arte ultrapassa os caminhos de Jesus Cristo, ele deixa de adorar para exercer a arte como profissão. Não é errado, desde que você defina a sua meta", esclarece Ros.
Ao definir a diferença entre um adorador e um artista, Ros é categórico. "Quem é adorador é adorador. Quem é artista, vai ser sempre artista e nunca vai entender o que é adorar a Deus. Vai sempre querer um 'espaçozinho' na mídia, vai sempre querer a glória dos seus seguidores de redes sociais."
Para ele, a maior responsabilidade de um adorador não é a sua música, mas sua vida. "Quando a vida de uma pessoa se torna um espelho para as outras, ela não precisa pregar. Tem gente que fala, fala, fala, mas não dá para ouvir o que ele diz, porque seu comportamento fala tão alto que engole o que ele está falando", comenta.
Além de produtor, Ros atua como "pastor" dos cantores que trabalham com ele, sempre os aconselhando a seguirem os rumos corretos. "Quase com todos os cantores que eu gravo, eu tenho a ousadia de dizer: 'Não vá por esse caminho'. E olha que eu sento para aconselhar muita gente, no sentido de compartilhar um assunto, não que eu tenha uma razão."

Projetos

Além de um DVD gravado na Suíça, Ros está trabalhando em seu DVD gravado em São Paulo com participações de nomes da música gospel como Roger Franco, Luiz Arcanjo do Trazendo a Arca e Rose Nascimento.
Ros também está finalizando um documentário sobre adoração e já considera seu resultado "magnífico". No filme, ele se reuniu com uma turma para falar sobre adoração, utilizando tópicos. "Ficou um documentário maravilhoso. Acho que até dezembro sai", contou.
Como mensagem final, Ros pede aos ministros de louvor que se mantenham como servos. "Nessa fase que estamos vivendo de bombardeios de cantores que se destacam querem migrar para o mundo secular: Faça sua música. Faça ela da forma como você quiser, dentro ou fora da igreja, mas nunca esqueça a sua posição de servo e nunca se coloque acima da média, pelo amor de Deus."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícia Pentecostal agradece o contato! Curtam nossa Fan Page! A paz...