NOSSA FAN! CURTA E CLIQUE

Após extrair hidrogel, Urach pensou em tirar costelas e dedos dos pés

 a última segunda-feira (17), chegou às livrarias de todo o Brasil o livro "Morri Para Viver - Meu submundo de fama, drogas e prostituição", onde Andressa Urach abre o jogo e conta tudo o que viveu até ser internada e quase morrer após uma infecção na perna decorrente de aplicação de hidrogel.
 
Conforme já noticiado pelo NaTelinha, entre várias declarações pesadas, Urach revela incesto, zoofilia e namoro gay falso. 
 
 Hoje convertida à Igreja Universal do Reino de Deus, a loira resolveu contar tudo na biografia, escrita pelo vice-presidente de jornalismo da Record, Douglas Tavolaro.
 Agora, em novas revelações, Urach diz que após a extração do hidrogel nas pernas, que quase tirou sua vida, ela ainda pensou em fazer outras cirurgias plásticas.
 Uma delas seria a retirada de costelas e cortar parte dos dedos dos pés para calçar sapatos menores.
 "Nada me segurava. Já no período de extração do hidrogel em meio a tantos acessos de dores, acordei depois de uma operação decidida a realizar mais duas novas cirurgias plásticas: cortar os dedos dos pés para calçar um número menor e retirar uma costela de cada lado para ter a cintura mais fina. Meu cirurgião se negou a fazer", conta Andressa, no capítulo em que fala das operações estéticas.
 Ao todo, ela fez 14 cirurgias plásticas. "Todos me chamavam de narigudinha, o que me causava tristeza e raiva. Fiquei com vários hematomas no rosto, com olhos e boca inchados por várias semanas, sem conseguir comer direito", relatou.
 "Queria ser a mulher mais perfeita e linda entre todas aquelas que conviviam comigo. Ninguém poderia me superar", declarou. Sobre a sua primeira aplicação de hidrogel, para seduzir os homens, Urach disse: "Foram 400 ml nas coxas, quantidade duzentas vezes maior do que a aprovada pela Anvisa, a Agência Nacional da Vigilância Sanitária".
 A partir dai vieram outras aplicações de produtos nas pernas, panturrilhas e até no rosto. Só parou por causa da infecção que quase lhe matou.
 
"Morri para Viver" conta com 240 páginas e chega com preço de R$ 36,90.

FONTE NATELINHA...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícia Pentecostal agradece o contato! Curtam nossa Fan Page! A paz...