NOSSA FAN! CURTA E CLIQUE

Cristão perde emprego por não apoiar causa gay

A parada gay de Calgary, no Canadá, ocorre no início de setembro. A empresa de transporte público Calgary Transit decidiu apoiar o evento e pintou a bandeira do arco-íris nos ônibus.
Este símbolo que para muitos significa “inclusão”, foi demais para o motorista Jesse Rau. Por ser cristão, explicou para a empresa que não poderia dirigir um ônibus com a bandeira do arco-íris.
Há cerca de um ano na Calgary Transit, como não teve opção, pediu demissão. Ele afirma que, por questões de fé, não compactua com a homossexualidade.
Disse ainda que outros motoristas não queriam dirigir um ônibus com apoio à parada gay, mas a empresa foi irredutível. Doug Morgan, diretor de Calgary Transit, afirma que os motoristas só podem se recusar a trabalhar devido a questões de segurança. Para ele, é preconceito a motivação e que o ônibus é um “símbolo de progresso”.

Ônibus da Calgary Transit.
A questão foi muito debatida nas redes sociais por que a população está dividida. Muitos apoiam a empresa, mas grupos cristãos estão do lado do motorista.
“Infelizmente, vivemos em uma cultura onde se você não concorda com estilo de vida de alguém, rapidamente o acusam de odiar”, lamentou. Embora esteja sendo chamado de homofóbico, para ele essa é a postura esperada de um cristão.
Jesse afirma que esperava um outro desfecho. “Eu tenho família para sustentar e estou muito preocupado em perder o emprego. Mas quando se vai contra as coisas mais importantes para mim, mantenho meu compromisso com o que eu acredito ser o certo”, asseverou. 

Com informações deNational Post
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícia Pentecostal agradece o contato! Curtam nossa Fan Page! A paz...