NOSSA FAN! CURTA E CLIQUE

Silas Malafaia ironiza baixa audiência de “Babilônia” e critica autor


Os autores da novela “Babilônia”, Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes Braga, enviaram um recado para quem criticou o beijo gay do primeiro capítulo colocando dois beijos entre pessoas do mesmo sexo no último capítulo da novela.

Mas os beijos gays da atração não aumentaram o ibope do último capítulo que registrou 32.5 pontos de média com picos de 36. Os registros de audiência dos 143 capítulos da novela foram baixos se comparados as novelas anteriores do mesmo horário.

O capítulo final de “Babilônia” gerou muitas críticas pelos desfechos das histórias, mas a crítica que realmente se destacou nas redes sociais foram deferidas pelo pastor Silas Malafaia que se irritou ao entender que uma das falas da novela tratou os evangélicos como preconceituosos.
“Dizem que nós, evangélicos, somos preconceituosos porque defendemos nossos princípios. E o autor da novela Babilônia? Um palhaço preconceituoso”, disse o líder religioso no Twitter.
Ainda pelo microblog Malafaia escreveu: “O autor da novela Babilônia fez um verdadeiro ativismo ideológico contra os evangélicos. Quer transferir sua incompetência para nós, otário!”.
Defendendo que opinião não é homofobia, Malafaia se manifestou contra os militantes do movimento LGBT que são suportam a contradição. “Opinião não é homofobia. Opinião não é crime. Os esquerdopatas, libertinos, ativistas gays, não suportam o contraditório. Estamos na democracia”.
Malafaia ainda ironizou os baixos números do ibope registrados pela novela que estreou em março e foi encurtada pela rejeição do público. “A pior novela da Globo dos últimos tempos. A rejeição da sociedade para o absurdo da leviandade. Podem nos atacar, não muda nada para nós.”, escreveu.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícia Pentecostal agradece o contato! Curtam nossa Fan Page! A paz...